Pulsar Poético


28/04/2013


Canção dos trópicos

 

o calor estridente das tardes

tortas

as bordas queimadas das

pétalas de

rosas

as golas pálidas sobre as

peles

negras

nada sucede aos desejos de mar

(

em verde esperança o

mar

dança

)


       - Graça Carpes       

 

Escrito por Graça Carpes às 23h11
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

29/03/2013


Sexta-feira, santa?

cruza o céu em asas de açoum sonho de papel.Noel criou barbas por greve da Gillette Azul:aço inexorável. Depois, casado com Pascoalina teria mesmo que virar peru de natal. Foi aí que permitiu-se à cruz e virou Jesus.Na Sexta-feira Santa, Pascoalina jejuou.Inspirada na paixão, no sábado de aleluia queimou todas as fotos de Noel, a roupa vermelha do  sangue derramado e a barba branca da paz. No Domingo de Páscoa Pascoalina enfartou.Dizem as doces línguas: “De tanto comer chocolates ...Explodiu!”Ah, segunda-feira... Etodos voltarão ao normal.Sem mais comentar o ocorrido assunto, na comunidadeaEscola de Sambase prepara já para outro carnaval.E ponto final.                          -  Graça Carpes 

Escrito por Graça Carpes às 15h47
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

18/03/2013


Ciclos




é tudo cíclico

assim a

água assim

a

alma

o

karma

é produção própria

o que se

pensa o que

causa a causa

da

doença

é produção própria

o que se come

o que

evapora

volta



        - Graça Carpes

Escrito por Graça Carpes às 23h33
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

09/03/2013


Mulher


liberdade

é escolha pessoal

para


pôr o bloco na rua

a

bunda nua

silicone no peito


cabelo raspado

cabelo vermelho

cabelo longo até

o

dedão do pé


ou


a blusa de gola rolê

e

a saia meia canela


- ser  ELA

do jeito que melhor lhe convier

ouviu

MULHER?

*sem dar mole pra malandro violento

que lugar de truculento

é

 no xilidró

!


E bora pra balada

ou...

vamos preparar uma feijoada?


- do jeito que você quiser.




                     - Graça Carpes

 

Escrito por Graça Carpes às 00h00
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

01/01/2013


Resiliência




emergindo assim

Tao

se nasce

toda força

impulsora

toda flecha em

direção à

luz


(

majestoso milagre

nascer

em

perfeição

)


no fundo oceânico

permanecem todos os medos
.
.
.
uterina

e

liquida escuridão

.

 

          - Graça Carpes -






 

Escrito por Graça Carpes às 15h05
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

05/12/2012


Caminho

 

recomeçar do zero 

ideia circular

talvez

de

partir de um mesmo

começo

(

esse quase círculo

vazio

)



que seja contínuo

TAO

espiral


caminho

.


            - Graça Carpes -

 

Escrito por Graça Carpes às 11h40
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

22/10/2012


ALMA PUNK

 

gosto  dessa  alma punk

que me segue em sombra  e  não

se dobra

(

ah, as atitudes calhordas...)  e

cospe sobre a ansiedade midiática

e não lambe rastros

pois que a língua é feita

para o ósculo da

PALAVRA

!

              - Graça Carpes -

Escrito por Graça Carpes às 02h21
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

23/07/2012


Resistência

 

admiro imensamente


a

resistência dos

vencidos

o

sol em fresta sobre o lençol

amarrotado o

laço pronto 

preso na viga

mais

forte e

o

grito certeiro


- NÃO VOU!


eles sabem um milagre

sempre

está por vir

.

        -  Graça Carpes -










 

Escrito por Graça Carpes às 01h10
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

06/06/2012


Tocando o mundo com os olhos de um bebê


é outra arte

a que

busco encontrar

talvez uma clave incrustada

no

barro

sonora

aos raios do sol

e  um

estático

movimento dos ventos

que geme

bambus

(

alongo

as

mãos

)


       -  Graça Carpes –

 

 

Escrito por Graça Carpes às 13h28
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

16/03/2012


Sobre a permanência das coisas

 

 

Preciso seguir.


Impossibilitada sinto-me...


De permanecer em tua estagnada aura.


Não é meu lugar. Perdão não peço, pois...


Anti natural seria pedir desculpas por ter pernas e


seguir. O caminho...


é destino meu; não meu o seria o


teu.


Meus verdes olhos de esperança avançam ao mundo


novo. E... Agradeço lembrando-te que gratidão não é


a permanência e sim, o seguir e levar


dentro. Também, fazer o bem não o seria exigir

 

grandiosos louros, pois que, laurear é dos romanos e

 

sou um tanto... Oriental, tropical, indígena e sem

 

essas... Divisas corporativas.


E se querem de mim o grilhão ao tornozelo, lamento!

 

Tenho os membros azeitados em amêndoas doces e

 

o pensamento... Em asas de gyps rueppellii. E voo...



E vou.

 


                 - Graça Carpes -

 

Escrito por Graça Carpes às 18h54
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

03/02/2012


Bicicletas Azuis

 

 

quando amanhece


escuto kirtans antigos


que é para o energizar do


dia


e


chamo os deuses


esses que existem porque


os homens os


criaram e


por saber que o pensamento é energia


os denomino de


bons fluidos


também


saboreio maçãs e


.


.


.


te penso


.

 


               - Graça Carpes -

Escrito por Graça Carpes às 12h42
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

11/12/2011


Aos que sabem voar

 

 

 

as borboletas pegam carona nas asas do vento


sabem que o verão está próximo


e da primavera


que é breve


em asas de borboletas

 


as borboletas


surfam no cinza da tarde


Iluminando em voos


o rastro do hoje


e sonham


azul

 


 

    - Graça Carpes - 

 

Escrito por Graça Carpes às 13h33
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

29/08/2011


Harmonizando

 

 

 

primeiro inspira


profundamente


toda força existente no


sol


 

reserva


 

agora


expira expira expira


toda sombra e qualquer


escuridão


 

relaxa


 

escuta do mundo


apenas os pássaros azuis e


a


solidão feliz


absorve dos ventos


então


o


pensamento


melhor


 

agora

 

inspira profundamente


a


luz do sol


 

eis aí


tua eterna


poesia


 

                    - Graça Carpes -

 




 

Escrito por Graça Carpes às 12h39
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

24/07/2011


Para Amy Winehouse

 

 

 

moça bonita que nunca teve


ninguém

 

o sonoro esverdeado


de


teus olhos partiu tão

 



(


a porta à qual abriu não


tinha chão


ela


nem viu talvez



percebeu quando


abraçou-lhe a


imensidão


agora do lado de



o


mundo escancara moral


mas quem rompeu


a


barreira do certo e


do


errado e estendeu- lhe a


mão


?


)



ouço o som de tua voz e


reafirmo ser


assim


tal a solidão


mais


blues


que


rock in roll no


fio que nos liga quando dizes


I just, ooh, I just need a friend”

 


vai menina tem um ponto de luz


eu sei


aí para onde flutuas que te há de proteger


canta e vai


canta que


aqui o


circo do mundo

continua e


através dessa lona furada vejo eu


na


lua


um brilho de luz que te há


de


alcançar


♫♪ moça bonita... e de linda voz...

bye

.

.

.

 

                  - Graça Carpes -

 

Escrito por Graça Carpes às 18h33
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

21/07/2011


À Lapa




sob os Arcos da

Lapa a

passagem do

tempo

feito mágica o

ontem e

o

hoje entrelaçam as

mãos e brilha sonoro

nos

olhos dos meninos

e

meninas repletos de sonhos a

contemporânea fusão



vai uma cerveja vai

uma peleja um

acorde um

beijo

vai

?



a

Lapa sensual e bi

em suas espumantes cores

sacoleja a conservadora moralidade



o ator da nova vida traz um pé fincado

na

raiz do samba e

o

outro

ensaiando um

passo

funk



punks bichos-grilos intelectuais

cineastas atores heteros e gays circulam

todos a

mesma orgia das artes



sob o oculto olhar do exu das ruas e

das

falanges dos abandonados filhos de Cosme e Damião

bem vindas

são

todas as tribos

!


          - Graça Carpes -

Escrito por Graça Carpes às 02h39
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Histórico